Sintaxe do espaço

Publicado
2015-04-08

    Autores

  • Bill Hillier
  • Adrian Leaman
  • Paul Stansall
  • Michael Bedford

Resumo

O artigo aborda as questões como e por que diferentes sociedades produzem distintas ordens espaciais por meio de edificações e padrões de assentamento urbano. É formado por três partes. A primeira, em nível metateórico, sugere que a organização espacial deve ser observada como membro de uma família de “linguagens mórficas”, que, apesar de distinta das linguagens natural e matemática, toma de empréstimo suas propriedades.  Linguagem mórficas são usadas, em geral, para constituir, no lugar de representar o social por meio da sua sintaxe (que é a produção sistemática de padrão). Em segundo lugar, é proposta uma teoria geral sintática da organização do espaço. Argumenta-se que a os padrões espaciais de edifícios complexos assentamentos urbanos são de oito tipos, que são interrelacionados estruturalmente. Finalmente, a teoria sintática é utilizado para integrar uma série de proposições gerais recentes feitas em antropologia sobre organização do espaço humano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...
Como Citar
HILLIER, B.; LEAMAN, A.; STANSALL, P.; BEDFORD, M. Sintaxe do espaço. Revista Thésis, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, 2015. DOI: 10.51924/revthesis.2016.v1.10. Disponível em: https://thesis.anparq.org.br/revista-thesis/article/view/10. Acesso em: 6 dez. 2022.