Apropriações coletivas de espaços públicos: um enfoque no Patrimônio Cultural (cidade de Goiás como estudo de caso)

a focus on Cultural Heritage (town of Goiás as a case study)

Publicado
2022-04-19
Palavras-chave: apropriações coletivas, espaços públicos, patrimônio cultural, cidade de Goiás collective appropriations, public spaces, cultural heritage, town of Goiás apropiaciones colectivas, espacios públicos, patrimonio cultural, ciudad de Goiás

Resumo

Essa pesquisa toma o núcleo histórico da cidade de Goiás, Patrimônio da Humanidade desde 2001, como estudo de caso e volta o olhar para as apropriações coletivas observáveis em âmbito urbano pela comunidade local, com destaque para os espaços públicos patrimonializados. Para analisar esses elementos, adota-se conceitos como espaço, lugar e práticas sociais cotidianas, assim como, as relações que estabelecem entre si a partir da perspectiva de autores como Henri Lefèbvre, Michel de Certeau, David Harvey, etc. Em apoio a esse aporte teórico, utiliza-se diversos tipos de imagens da cidade, que vão de mapas do século XVIII a fotografias de época, especialmente, do século passado até a atualidade, por apresentarem maior quantidade e diversidade. Conclui-se destacando a importância dos diferentes modos de apropriações coletivas na cidade e sua perpetuação para as próximas gerações, de modo a permitir a construção de uma consistente preservação do patrimônio cultural, ainda que se verifiquem constantes e complexos conflitos entre os diversos atores nesse cenário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

CASTRIOTA, Leonardo Barci. Patrimônio cultural: conceitos, políticas, instrumentos. São Paulo: Annablume, Belo Horizonte: IEDS, 2009.

BORGES, Debora Garreto. Vivências e sentido de lugar: reflexões sobre as apropriações no espaço livre público. Tese (Doutorado – Programa de Pós-Graduação em Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2017, 262 p:

CASTRO, Bernadete. Patrimônio cultural plural e singular: a dupla face da mesma moeda. In: COSTA, E. B. da; BRUSADIN, L. B.; PIRES, M. C. Valor patrimonial e turismo: limiar entre história, território e poder. São Paulo: Outras Expressões, 2012, p: 37-45.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 1998.

CORALINA, Cora. Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais. São Paulo: Círculo do Livro, 1989.

DELGADO, Andréa. Goiás: a invenção da cidade “Patrimônio da Humanidade”. In: Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 11, n. 23, p. 113-143, jan/jun 2005.

HARVEY, David. Cidades rebeldes: do direito à cidade à revolução urbana. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

LEFÈBVRE, Henri. A revolução urbana. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1999.

____. A produção do espaço. Trad. Doralice Barros Pereira e Sérgio Martins. Paris: Éditions Anthropos, 2000.

____. O direito à cidade. Trad. de Jeferson Camargo. São Paulo: Centauro, 2001.

____. Espaço e Política. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

VILLASCHI, João Nazário Simões. Hermenêutica do patrimônio e apropriação do território em Ouro Preto - MG. Tese (Doutorado – Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2014.

SALGADO, Alvaro. Jornal “A Noite” (Supplemento), Rio de Janeiro, out.1949.

Figura 13: disponível em < http://portal.iphan.gov.br/go/noticias/detalhes/3517/procissao-do-fogareu-em-goias-atrai-devotos > 19 de maio de 2021, 18:00.

Como Citar
ALENCAR DE OLIVEIRA, I. Apropriações coletivas de espaços públicos: um enfoque no Patrimônio Cultural (cidade de Goiás como estudo de caso): a focus on Cultural Heritage (town of Goiás as a case study). Revista Thésis, Rio de Janeiro, v. 6, n. 12, 2022. DOI: 10.51924/revthesis.2021.v6.297. Disponível em: https://thesis.anparq.org.br/revista-thesis/article/view/297. Acesso em: 19 ago. 2022.