Narrativas em disputa: a cidade sexuada e a “recuperação” do centro histórico de Salvador-Bahia

Publicado
2022-04-19
Palavras-chave: Narrativas, corpos, sexualidades, Salvador Narratives, Bodies, Sexualities, Salvador Narrativas, Cuerpo, Sexualidades, Salvador

Resumo

Neste artigo, o processo de transformação socioespacial do Centro Histórico de Salvador, durante o século XX e início do século XXI, é analisado pela presença nesse espaço de corpos marcados em sociedade pelas suas expressões de gênero e de sexualidade. Tais presenças fazem emergir um conjunto de ações e políticas públicas urbanas, via polícia e instituição patrimonial, que buscam inicialmente delimitar o território de suas existências e, em seguida, extingui-las totalmente da região. Neste processo, os corpos sexualmente dissidentes em Salvador encontram na articulação comunitária e na política construída no cotidiano urbano modos de resistências que os inserem, à revelia de toda ação estatal, como sujeitos ativos na produção e na transformação social deste espaço. Com o objetivo de discutir essa complexa disputa historicamente materializada no Centro Histórico de Salvador, trazemos narrativas outras vivenciadas por esses corpos que retratam as constantes transformações de seus territórios no espaço urbano, em contraponto aos discursos oficiais do Estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ARANTES, Otília Beatriz Fiori. Uma estratégia fatal: a cultura nas novas gestões urbanas.

In: ARANTES, Otília; VAINER, Carlos; MARICATO, Ermínia. A cidade do pensamento

único: desmanchando consensos. Petrópolis: Vozes, 2000, p. 11-74.

BACELAR, Jeferson Afonso. A família da prostituta. São Paulo: Ática; Salvador: FPACBa,

BIASI, Alessia de. Por uma postura antropológica de apreensão da cidade contemporânea.

Redobra, Salvador, n. 10, a. 3, p. 190-206, 2010.

BUTLER, Judith. Corpos em Aliança e a Política das Ruas: notas sobre uma teoria

performativa da assembleia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018.

CERTEAU, Michel de. A Invenção do Cotidiano. Petrópolis: Vozes, 1994.

CHALHOUB, Sidney. Cidade febril: cortiços e epidemias na Corte Imperial. São Paulo:

Companhia das Letras, 1996.

DA RUA do Tijolo para as Laranjeiras: A nova localização do meretrício. Jornal A Tarde.

Salvador, 27 jul. 1935, p. 12.

ESPINHEIRA, Carlos Gey. Comunidade do Maciel. Salvador: Cingrafi, 1971.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir. Petrópolis: Vozes, 2006

FUNDAÇÃO DO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO E CULTURAL DA BAHIA - FPACBa.

Levantamento Sócio econômico do Pelourinho. Salvador: FPACBA, 1969.

_______________. Plano geral de recuperação do Pelourinho: estudo para um plano de

desenvolvimento da comunidade do Maciel. Salvador: FPACBA, 1972.

_______________. 10 anos de Fundação. Salvador: FPACBA, 1979.

_______________. Censo do Maciel: 1983/1984. Salvador: [s.n.], 1985.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO E CULTURAL DA BAHIA - IPAC. Bahia –

Centro Histórico de Salvador, Programa de Recuperação. Salvador: Corrupio, 1995.

MARIPOSAS esvoaçadas. Jornal A Tarde, Salvador, 23 jan. 1960, p. 16.

MERETRÍCIO que escapa localização. Jornal A Tarde, Salvador, 23 abr. 1936, p. 2.

PARENT-DUCHÂTELET, Alexandre. La prostitution à Paris au XIX siècle. Paris: Éditions du

Seuil, 1981.

PERLONGHER, Néstor. O negócio do michê: prostituição viril em São Paulo. São Paulo:

Brasiliense, 1987.

PLANO prevê a fixação dos moradores do Maciel. Jornal A Tarde, Salvador, 10 ago. 1971,

p. 3.

ROCHA, Eduardo. Cidades-Sensuais: práticas sexuais desviantes X renovação do espaço

urbano. Tese (Doutorado) - Universidade Federal da Bahia. Salvador, 2012.

SANTANA, Nélia de. A prostituição feminina em Salvador (1900-1940). Dissertação

(Mestrado) - Universidade Federal da Bahia. Salvador, 1996.

SANT’ANNA, Márcia. A cidade-atração: a norma de preservação de áreas centrais no Brasil

dos anos 1990. Salvador: EDUFBA, 2017.

SANTOS, Milton. O Centro da cidade de Salvador: estudo de geografia urbana. São Paulo:

Edusp; Salvador: Edufba, 2008.

SIMPSON, Keila. Entrevista [Out. 2019]. Entrevistadores: Eduardo Rocha e Fayola Caucaia,

Salvador, 2019.

SOLLA, José M. Santos. Espacios Homosexuales. In: NOGUÉ, Joan. ROMERO, Joan. Las

Otras Geografias. Valencia: Tirant Humanidades, 2012.

Como Citar
ROCHA LIMA, E.; PAJEÚ MOURA, A.; PINTO DE MOURA, G. Narrativas em disputa: a cidade sexuada e a “recuperação” do centro histórico de Salvador-Bahia. Revista Thésis, Rio de Janeiro, v. 6, n. 12, 2022. DOI: 10.51924/revthesis.2021.v6.300. Disponível em: https://thesis.anparq.org.br/revista-thesis/article/view/300. Acesso em: 2 out. 2022.