Banquete de devoração – do Homem Amarelo ao Abaporu

Publicado
2022-12-21
Palavras-chave: Arte, Modernismo, Brasileiro, Antropofagia Art, Modernism, Brazilian, Anthropophagy Arte, Modernismo, Brasileño, Antropofagia

    Autores

  • Ricardo Tamm

Resumo

Este artigo visa analisar a Semana de Arte Moderna de 1922 sob um recorte temporal que tem seu início em 1917, com a Exposição de Pintura Moderna, de Anita Malfatti, e término no final da década de 1920, com a Antropofagia, de Oswald de Andrade. 

Acompanhando as trocas e influências estabelecidas entre obras e escritos de quatro dos principais artistas do período – Anita, Oswald, Mário de Andrade e Tarsila do Amaral –, pretende-se evidenciar aqui o intenso circuito de relações cruzadas que, enquanto os inspirava na a criação de algumas das obras mais importantes do modernismo no país, os consumia em deglutições mútuas até a antropofagia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...
Como Citar
TAMM, R. Banquete de devoração – do Homem Amarelo ao Abaporu. Revista Thésis, Rio de Janeiro, v. 7, n. 14, 2022. Disponível em: https://thesis.anparq.org.br/revista-thesis/article/view/371. Acesso em: 16 abr. 2024.