Arquitetura como representação, uma aproximação contemporânea

Publicado
2022-12-21
Palavras-chave: arquitetura contemporânea, representação, experiência contemporary architecture, representation, experience arquitectura contemporánea, representación, experiencia

Resumo

O texto busca atualizar a questão de representação na arquitetura à luz de estudos que tensionam o entendimento da obra como veiculo de significação e permanência. Trata-se de uma concepção de arquitetura mais relacionada ao tempo do que ao espaço, onde a forma é deliberadamente suplantada pela experiência. Desde variados enfoques verifica-se a designação da dimensão estética como viés privilegiado para se pensar contemporaneamente o projeto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

AGAMBEN, G. O que é o contemporâneo e outros ensaios. Chapecó: Argos, 2009.

ÁBALOS, I. La beleza en el siglo XXI. Circo, n. 128, 2005.

ÁBALOS, I.; HERREROS, J. La piel frágil. In: Areas de impunidad. Barcelona: Actar, 1997.

ÁBALOS, I.; HERREROS, J. Uma nueva naturalidad. 7 micromanifiestos. 2G, n. 22, 2002.

ÁBALOS. I.; SENTKIEWICZ, R. Ensayos sobre termodinámica, arquitectura y belleza

Nova York, Barcelona: Actar Publishers, 2015.

BASTOS, Rodrigo. A alma e o silêncio: o conceito de decoro em Alberti e Louis Kahn. Geograficidade, v.11, n. Especial, Outono 2021.

MOUSSAVI F; KUBO, M (Eds); La función del ornamento. Barcelona: Actar y Harvard University Graduate School of Design, 2008

SOLÀ-MORALES, I. Arquitectura como representación. Summarios, n.114, 1987.

SOLÀ-MORALES, I. Arquitectura Débil. In: Diferencias. Topografía de la arquitectura contemporânea. Barcelona: Gustavo Gili, 1995.

Como Citar
BRONSTEIN, L. Arquitetura como representação, uma aproximação contemporânea. Revista Thésis, Rio de Janeiro, v. 7, n. 14, 2022. Disponível em: https://thesis.anparq.org.br/revista-thesis/article/view/359. Acesso em: 22 maio. 2024.