Por uma arquitetura elementar

Publicado
2017-10-11

    Autores

  • Mara Oliveira Eskinazi Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Universidade Federal do Rio de Janeiro http://orcid.org/0000-0003-3083-6426
  • Pedro Engel

Resumo

O ensino de projeto no primeiro ano do curso de arquitetura coloca-se como oportunidade tanto para sedimentação de uma base de conhecimentos relacionados ao modo de operar espacialmente e de associar elementos para compor um objeto arquitetônico, como para aproximação a um repertório inicial de soluções de projeto. Ao mesmo tempo, abre espaço para começar a discutir as questões da arquitetura em sua relação com a cidade. Com base nisso, este artigo apresenta a descrição de exercício concebido na disciplina Concepção da Forma Arquitetônica 2, do segundo semestre da FAU/UFRJ. O objetivo do texto é tornar explícita a agenda pedagógica da disciplina, baseada na valorização de uma chamada arquitetura “elementar”, voltada para a produção de estruturas arquitetônicas para o ordinário, e que se baseie no sintetismo e na elementaridade visual do objeto. Esta agenda tem como pano de fundo a consideração da urgência em pensar alternativas de expansão suburbana para as cidades brasileiras propondo novos padrões de urbanização baseados na pertinência do emprego da “arquitetura elementar” para tais situações. Assim, o exercício consiste em projeto de edificação sem programa definido, em lote urbano estreito, a partir da manipulação de uma estrutura independente formada por pilares e vigas e baseada numa trama modular. O foco, ao basear-se em uma ordenação modular-visual, está nas relações entre forma, estrutura e espaço. Esta agenda, além de mostrar-se como ajustada ferramenta para ensino e reflexão sobre a prática de projeto, também alinha-se com problemas arquitetônicos mais prementes na construção das cidades brasileiras. Isso porque abre espaço para a reflexão acerca de princípios de projeto baseados no emprego de formas básicas combinadas em um sistema formal compatível com os meios construtivos disponíveis, aliados a conceitos espaciais e diretrizes urbanas capazes de nortear a ocupação desses territórios, antecipando-se com isso à ocupação de cunho mais informal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ALMEIDA, Paulo R. Sobre o ensino do projeto. Dissertação de Mestrado. Porto Alegre: PROPAR/ UFRGS, 2001.

ARIS, Carlos Marti. Silencios Elocuentes. Barcelona: Edicions UPC, 1999.

AURELI, Pier Vittorio. Toward the Archipelago. Nova York: Anyone Corporation. Revista Log, número 11, inverno de 2008, pp. 91-120.

AURELI, Pier Vittorio; Giudici, Maria S.; Issaias, Platon. From Dom-inó to Polykatoikia. Revista Domus, número 962, outubro de 2012.

BALMER, Jeffrey e SWISHER, Michael T. Diagramming the Big Idea. Methods for Architectural Composition. Nova York: Routledge, 2012.

COMAS, Carlos Eduardo Dias (Org.). Projeto Arquitetônico: Disciplina em crise, disciplina em renovação. São Paulo: Projeto CNPq, 1985.

EISENMAN, Peter. The formal basis of modern architecture. Baden: Lars Müller Publishers, 2006.

ENGEL, Pedro. Cubos, tramas e jogos de armar. Notas sobre exercícios de concepção da forma no ensino de introdução ao projeto de arquitetura. Rio de Janeiro, 2011.

HEJDUK, John. Mask of Medusa. Works 1947-1983. Nova York: Rizzoli, 1985.

LE CORBUSIER; JEANNERET, Pierre. Ouevre Complete – Volume 1, 1910-1929. Zurique: Les Editions d’Architecture Artemis, 1964.

LE CORBUSIER. Por uma arquitetura. São Paulo: Perspectiva, Ed. da Universidade de São Paulo, 1973.

LOVE, Timothy. Kit-of-Parts Conceptualism. Em: Harvard Design Magazine, número 19, 2003.

MAHFUZ, Edson. Reflexões sobre a construção da forma pertinente. Arquitextos Vitruvius, 045.02, ano 04, fevereiro de 2004.

PIÑON, Helio, Teoria do Projeto. Porto Alegre: Livraria do Arquiteto, 2006.

ROWE, Colin. Chicago Frame. Em: The mathematics of the ideal villa and other essays. Cambridge: The MIT Press, 1976, pp. 89-117.

ROWE, Colin e SLUTZKY, Robert. Transparency: literal and phenomenal. Em: The mathematics of the ideal villa and other essays. Cambridge: The MIT Press, 1976, pp. 159-183.

SOMOL, Robert E. Texto sonso, ou a base diagramática da arquitetura contemporânea. Em: Risco, Revista de Pesquisa em Arquitetura e Urbanismo. São Paulo: Programa de Pós-Graduação do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, EESC-USP, 2007, pp.179-191.

WITTKOWER, Rudolph. Palladio’s fugal system of proportion. Em: Architectural Principles in the age of humanism. Nova York: W. W. Norton and Company, 1962

Como Citar
ESKINAZI, M. O.; ENGEL, P. Por uma arquitetura elementar. Revista Thésis, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, 2017. DOI: 10.51924/revthesis.2017.v2.90. Disponível em: https://thesis.anparq.org.br/revista-thesis/article/view/90. Acesso em: 10 dez. 2022.