As sujidades implexas do urbanismo

o relatório sobre os Divertimentos Públicos e as interferências do Departamento de Cultura no espaço urbano na cidade de São Paulo

Publicado
2021-12-20
Palavras-chave: São Paulo, divertimentos públicos, departamento de cultura, prostituição, urbanismo. São Paulo, public entertainment, culture department, prostitution, urbanism São Paulo, entretenimiento público, departamento de cultura, prostitución, urbanismo.

    Autores

  • Maíra Rosin FAU USP

Resumo

Criado em 1935, na gestão de Fábio Prado na prefeitura de São Paulo, o Departamento de Cultura, dirigido por Mário de Andrade, abarcava diversas relações com a cidade, entre elas a dos Divertimentos Públicos. A área não só era de interesse do Departamento, como também interferiu diretamente nas relações urbanas e no combate à prostituição junto à Polícia de Costumes. Este artigo pretende, portanto, trazer luz a essas interferências e aos desdobramentos da divisão de Divertimentos Públicos após a saída de Prado da prefeitura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ABDANUR, E. F. Os “ilustrados” e a política cultural em São Paulo: o Departamento de Cultura na gestão Mário de Andrade (1935-1938). Dissertação de Mestrado. IFCH-Unicamp, 1992.

ARAUJO, O. E. Enquistamentos étnicos. In: Revista do Arquivo Municipal de São Paulo, n. 6, pp. 227-246, mar. 1940.

BASTOS, S. R. A divisão de turismo e divertimentos públicos do departamento de cultura da cidade de São Paulo. In: RBTUR. São Paulo: 14 (1), pp. 51-67, jan./abr. 2020.

BESSA, V. A. A política do silêncio: Mário de Andrade, o teatro musicado e a presença estrangeira em São Paulo nos anos 1920 e 1930. In: Revista Histórica, nº 179, a02819, 2020.

CALIL, C.; PENTEADO, F. R. Mário de Andrade: Me esqueci de mim, sou um departamento de cultura. São Paulo: Imprensa Oficial, 2015.

MILLIET, S. Relatório sobre os Divertimentos Públicos. São Paulo, 1938.

PUCHEU, A. O Carnaval Carioca, de Mário de Andrade. In: Via Atlântica, n. 15, 2010. Disponível em http://www.revistas.usp.br/viaatlantica/article/view/50430. Acesso em 15.out.2020.

SCHPUN, M. R. Luzes e sombras da cidade (São Paulo na obra de Mário de Andrade). In: Revista Brasileira de História. São Paulo: v. 23, nº 46, pp. 11-36, 2003.

SENA, E. A. Um turbilhão sublime: Mário de Andrade e o Departamento de Cultura de São Paulo. In: Seminário Internacional de Políticas Culturais, 2019, Rio de Janeiro. Anais do X Seminário Internacional de Políticas Culturais, 2019.

Como Citar
ROSIN, M. As sujidades implexas do urbanismo: o relatório sobre os Divertimentos Públicos e as interferências do Departamento de Cultura no espaço urbano na cidade de São Paulo. Revista Thésis, Rio de Janeiro, v. 6, n. 11, 2021. DOI: 10.51924/revthesis.2021.v6.240. Disponível em: https://thesis.anparq.org.br/revista-thesis/article/view/240. Acesso em: 10 dez. 2022.